5 casos de uso do Service Mesh para aplicações empresariais modernas

Willian Pereira
November 24, 2023
3
min reading time

O Service Mesh é visto como um componente necessário para empresas que adotam arquiteturas baseadas em microsserviços a fim de impulsionar a inovação e a escalabilidade. A plataforma se destaca ao proporcionar uma malha de serviços que traz visibilidade à comunicação, possibilita aplicação de políticas de segurança e dispõe de mecanismos para auxiliar na otimização de desempenho.

Neste texto, você encontra 5 casos de uso do Service Mesh aplicados em diferentes setores: varejo, financeiro, seguros, saúde e educação.

Mas, o que é Service Mesh?

Service Mesh é uma camada de infraestrutura que lida com um alto volume de comunicação entre serviços em uma aplicação distribuída. Por meio de uma base de controle, preenche algumas lacunas relacionadas a requisitos não funcionais da complexidade de uma arquitetura de microsserviços, como segurança, gestão de tráfego, balanceamento de carga e observabilidade.

As funcionalidades de gerenciamento são disponibilizadas por meio de uma interface gráfica low-code, facilitando o trabalho das equipes de desenvolvedores e de operações, que ganham tempo para focar em regras de negócio.

Justamente por ser uma solução prática, intuitiva e segura, o Service Mesh se tornou indispensável para empresas que lidam com ecossistemas de arquitetura distribuída moderna, pois habilita a entrega de projetos com flexibilidade, seguindo as melhores práticas do mercado e obtendo ganhos rápidos.

Neste artigo você entende melhor os benefícios da solução.

5 casos de uso do Service Mesh

Por se tratar de uma solução que oferece um conjunto de ferramentas de infraestrutura, o Service Mesh pode ser aplicado em diferentes cenários dentro de setores distintos. Aqui exploramos casos de uso em 5 das principais indústrias: varejo, financeiro, seguros, saúde e educação.

Vamos a eles.

1 - Saúde

Se falamos de tecnologia na saúde, falamos de interoperabilidade. A necessidade de trazer visibilidade e segurança a para grande número de serviços integrados é uma dor que o Service Mesh ajuda a sanar.

Em um hospital, por exemplo, são diferentes serviços internos que precisam ser gerenciados, desde o agendamento de consultas até o pagamento. Cada serviço é independente, de forma que o conjunto de requisições de todo ecossistema precisa operar de maneira orquestrada, para que os pacientes tenham uma experiência integrada.

Além disso, é fundamental proteger e monitorar as transações, seguindo os devidos protocolos e padrões de comunicação.

Em um cenário de Service Mesh, um paciente agenda uma consulta online via app. O serviço de entrada se comunica com o serviço de informações clínicas para acessar o histórico deste usuário. Simultaneamente, o faturamento é notificado. Todas essas transações são interceptadas por proxies de rede de maneira eficiente pela plataforma de Mesh, aplicando políticas de infraestrutura que garantam uma experiência fluida de uso para pacientes e profissionais.

2 - Finanças

No setor financeiro, administrar os processos financeiros é um grande desafio. São vários serviços e produtos disponíveis para os clientes, como contas correntes, transferências e investimentos. Tal qual na saúde, todos esses serviços precisam ser integrados.

Com uma solução de Service Mesh, as instituições conseguem coordenar as transações distribuídas e garantir que todas as etapas da operação sejam concluídas com sucesso ou revertidas em caso de falha. Isso é possível devido a recursos como políticas de gestão de tráfego e tolerância à falhas.

Políticas de segurança, como autenticação e autorização, também são aplicadas consistentemente em toda a malha de serviços, o que eleva a camada de proteção dos dados pessoais e sensíveis.

Em um cenário no qual a IF é aderente ao Open Finance, o Service Mesh se torna um importante elemento, pois traz observabilidade à comunicação com os demais serviços do ecossistema e, claro, aplica recursos de segurança em todo esse processo, mantendo a conformidade com as regulamentações do Open.

3 - Educação

Embora tenha dores semelhantes aos demais setores, boa parte das instituições de ensino ou empresas de educação possuem um desafio exponencial: lidar com dados pessoais de alunos menores de idade.

Com o Service Mesh, é possível aplicar políticas de segurança consistentes, como autenticação e autorização na comunicação entre os serviços internos, garantindo assim a proteção das informações sensíveis dos alunos e proporcionando um ambiente seguro para interações online, já que apenas serviços rigorosamente definidos terão acesso a dados sensíveis.

4 - Seguros

Ao abrir suas APIs para permitir a integração com parceiros, uma seguradora aderente ao Open Insurance busca se tornar mais ágil, interoperável e centrada no cliente, para conseguir desenvolver e oferecer produtos personalizados para cada momento da vida de seus clientes.

Neste cenário, o Service Mesh é introduzido para habilitar a descoberta dinâmica de serviços, controle de tráfego, segurança e monitoramento. Além de facilitar a coordenação entre os microsserviços responsáveis pelo processamento de sinistros, garantindo uma resposta rápida e eficiente em situações de emergência.

Imagine um cliente que sofre uma adversidade e precisa acionar assistência para auxílio em tempo real. O Service Mesh é o responsável por coordenar a comunicação entre os microsserviços internos da seguradora. 

Todo o processo acontece fluido, seguro e ágil, oferecendo a experiência que o cliente precisa em uma ocasião como esta.

5 - Varejo

Catálogo de produtos, carrinho de compras, processamento de pagamentos, produtos de cashback de parceiros, rastreamento de pedidos e gerenciamento de estoque. Todos esses microsserviços envolvidos em um contexto de e-commerce também exigem um nível de complexidade que o Service Mesh pode orquestrar com grande maestria.

Adicione todos esses desafios contínuos a um pico sazonal, como a Black Friday. No varejo, ser “apenas” ágil não basta. Também é necessário ser eficiente. Minutos de falha na comunicação entre os sistemas podem significar incontáveis vendas não concluídas.

A plataforma de Mesh traz visibilidade para ajudar o time de infraestrutura a garantir que todos os microsserviços trabalhem funcionalmente em conjunto, priorizando transações críticas, evitando pontos de estrangulamento e garantindo que os clientes possam realizar suas compras sem atrasos ou interrupções.

No varejo, o Service Mesh é peça crucial para garantir a resiliência, escalabilidade e desempenho necessário para lidar com situações de pico de tráfego, como a Black Friday.

Conclusão

À medida que empresas migram para arquiteturas de microsserviços em busca de mais agilidade, o Service Mesh ganha espaço como um recurso indispensável para gerenciar todo esse ambiente de maneira otimizada, intuitiva e segura.

A Sensedia é uma empresa especialista e referência em integrações modernas. O Sensedia Service Mesh é capaz de atender todos os exemplos citados neste texto e muitos outros.

Em nosso podcast, abordamos as possibilidades em um bate papo muito esclarecedor e recheado de exemplos de aplicação. Confira abaixo:

Para uma conversa personalizada, saiba que nossa equipe está disponível e terá o prazer em entender o seu cenário e te ajudar a ter mais agilidade e produtividade com o Service Mesh. Clique aqui e fale conosco.

Inicie sua jornada conosco

Estamos prontos para guiar o seu negócio rumo ao futuro, com a solução certa para você se beneficiar do potencial das APIs e integrações modernas.

Sua história de sucesso começa aqui

Conte com nosso apoio para levar as melhores integrações para o seu negócio, com soluções e equipes profissionais que são referência no mercado.